LA + La La Land: Cantando Estações.

O céu limpo e as palmeiras esguias já anunciam que estamos chegando em LA La Land (Los Angeles). Uma das maiores cidades em extensão territorial do mundo nos conecta de uma região a outra pelas suas movimentadas freeways. O ritmo de LA LA LAND é intenso. Trata-se do centro do entretenimento do planeta e está sempre fervilhando com uma première de um filme, premiações do cinema ou música, e, claro, a promessa do glamour e da fama. Mas é sobre sonhos a intenção desse post. Esse é o tema central de um dos filmes mais queridinhos dos últimos tempos que gerou polêmica no Oscar desse ano e fez jus à fama que teve.

Foi ambientado no lugar mais certo no mundo: LA. A Califórnia promete para muita gente o sucesso atraindo centenas à Hollywood em busca de um item em comum, o reconhecimento. Esse palco parece perfeito para La La Land ser tão assumidamente hollywoodiano e fiel às propostas da cidade. Para tanto, conta a história de Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling). Ela é uma aspirante a atriz. Ele, um pianista que deseja construir uma carreira no jazz. O que eles têm em comum? O sonho. Acontece que, como ocorre para todo mundo, ele não aconteceu tão rápido. É nesse contexto que o diretor Damien Charzelle trouxe todas as suas referências cinematográficas (que não foram poucas) e a maior mensagem do filme: mesmo nos fracassos, a vida pode ser romântica e poética. Se nosso sonho vai acontecer ou não, não temos essa resposta. Mas o que nos faz seguir são exatamente eles.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 5 - LA + La La Land: Cantando Estações.

25012017 SF e LA 706 - LA + La La Land: Cantando Estações.

LA é uma cidade de paradoxos. Grande e espalhada traz consigo o anonimato e a fama ao mesmo tempo. É que nesse ritmo frenético, em LA LA LAND fica difícil reconhecer pessoas na rua ou ter aquele contato próximo com o outro. Por outro lado, as estrelas de cinema aparecem a cada tapete vermelho. Tem aquele ditado “não desista de algo que você pensa todos os dias”. Assim é a rotina da personagem de Emma Stone. E quer paradoxo maior do que ela ser uma atendente anônima em uma cafeteria de um grande estúdio de cinema? Tão perto e tão longe ao mesmo tempo. São vastas as tentativas em castings que a jovem realiza ali bem pertinho de servir cafés para grandes celebridades. Já Sebastian, tenta resgatar o jazz puro que nessa convicção, que impulsiona seu sonho, não deve ser esquecido. Lembremos: não devemos esquecer nossos sonhos. Mas a cada vez que os buscamos, devemos aceitar que isso vem com uma renúncia. Assim será para você e assim foi para os protagonistas do filme. O destino dos apaixonados representa a abdicação que devemos fazer em prol de nossas aspirações. A jornada até chegar lá é árdua e ao final vemos que não existe felicidade por completa. Existe apenas a certeza de que devemos lutar pelo que queremos.

Assim, na jornada de seus personagens, na voz de cada música, nos movimentos milimetricamente calculados, no saudosismo do cinema da Era de Ouro, nos é dito que nossos erros nos dizem muito mais do que nossos acertos. Eles fazem parte da vida e foram eles que nos levaram ao ponto que estamos hoje. Esperançosamente, o sucesso. Esse filme nos encoraja a acreditar em todas as nossas aspirações. É quase que nos dizer que não somos tolos em cantar e dançar a cada vez que sonhamos.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 1 - LA + La La Land: Cantando Estações.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 3 - LA + La La Land: Cantando Estações. Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 15 - LA + La La Land: Cantando Estações.

No filme tem o glamour das mansões de Hollywood Hills, tem cores quase em neon fidedigno ao degradê do pôr do sol da metrópole, tem trilha sonora, canção original, design de produção, fotografia, atriz e diretor dignos de Oscar. E por falar nele novamente, Damien Charzelle levou a estatueta com apenas 32 anos. A sensibilidade com que, além de dirigir, escreveu o roteiro o fez por merecer. E como esquecer de um lugar obrigatório, o Observatório Griffith. Foi lá de cima que Mia e Sebastian observam seus futuros próximos: o estrelato.

Enfim, na cidade dos anjos, das estrelas, do anonimato e da promessa de grandes conquistas é que vale a pena uma visita e, claro, antes disso, assistir ao longa. A sutileza do filme nos enche de motivação e desperta o interesse de qualquer um por uma Los Angeles cheia de possibilidades. Os sonhos realizados estão imortalizados na calçada da fama e na história de Mia e Sebastian. Para os não realizados nasce a esperança a cada manhã no céu limpo e estrelado de LA.

Bom filme e boa viagem para La La Land.

Victor Delgado.

Fotos de Los Angeles: Victor Delgado.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 19 - LA + La La Land: Cantando Estações.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 18 - LA + La La Land: Cantando Estações.

Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 12 1 - LA + La La Land: Cantando Estações.Los Algeles La La Land Cinema Oscar 2017 11 - LA + La La Land: Cantando Estações.